• Home »
  • Fluminense »
  • A volta de um guerreiro: Fluminense anuncia retorno de Marquinho, herói na fuga do rebaixamento de 2009

A volta de um guerreiro: Fluminense anuncia retorno de Marquinho, herói na fuga do rebaixamento de 2009

Meia regressa após quatro anos divididos entre Itália e Arábia. Relembre como estão os principais nomes do time de “guerreiros”

 

O Fluminense anunciou nessa quinta-feira a volta do meia Marquinho. Um dos principais nomes na fuga heróica do rebaixamento do clube em 2009, o jogador está de volta após quatro anos longe das Laranjeiras. Do time de “guerreiros”, apenas o zagueiro Gum permanece na equipe tricolor.

De volta ao futebol brasileiro Marquinho retorna ao Fluminense após passagens pela Itália e Arábia Saudita. Na terra da bota o jogador atou na Roma, Hellas Verona e Udinese, tendo um bom destaque na equipe da capital. Já no futebol árabe passou por Al Ittihad e Al-Ahli Jeddah, sem muito sucesso.

Ao todo foram 158 jogos com a camisa tricolor, tendo marcado 18 gols. Na passagem de 2009 a 2011 o jogador acumulou grandes feitos. Primeiro em 2009 foi um dos responsáveis diretos na fuga do rebaixamento do time de “guerreiros”, como ficou conhecida aquela equipe que se safou de um rebaixamento quase certo. Marquinhos inclusive marcou no último jogo daquele campeonato, no empate contra o Coritiba, no Couto Pereira, o gol que selou a salvação do time. No ano seguinte foi nome importante na conquista do campeonato brasileiro pelo tricolor das Laranjeiras.

(GAZETA PRESS)

(GAZETA PRESS)

Além de Marquinho, veja como estão os jogadores do time de “guerreiros”

Rafael – O goleiro não teve muita sorte após sua passagem pelo tricolor. Foi campeão brasileiro em 2010, mas já sem o mesmo brilho da temporada 2009. Passou por equipes pequenas do futebol nacional e hoje defende as cores do Sampaio Corrêa na Série B.

Cássio – Também foi nome importante em 2009, mas devido ao elevado número de lesões foi dispensado no fim de 2010. Hoje defende o Lajeadense, do Rio Grande do Sul.

Gum – Esse é o único que ainda permanece no tricolor. É o capitão da atual equipe.

Dalton – Com apenas 19 anos na época era um zagueiro tratado com muito carinho pela diretoria, pois apresentava um futuro promissor que não se concretizou. Deixou o Flu em 2010 de maneira nada amigável. Após o litígio foi para o Internacional-RS, mas nunca conseguiu recuperar seu futebol. Hoje atua no Strikers, dos EUA.

Mariano – Depois de deixar o Flu passou pelo Bordeaux da França e agora joga no Sevilla da Espanha. Vêm se destacando no futebol espanhol onde já até despertou o interesse do Barcelona.

Maurício – Outro nome que foi buscar o sucesso longe do Brasil. Depois de algumas temporadas no Terek Grosny da Rússia, foi para o Zenit do mesmo país. Suas boas atuações tem chamado a atenção de alguns dirigentes russos que cogitam convencer o jogador a se naturalizar para que dispute a Copa de 2018 pelo país sede do próximo mundial.

Diogo – Simbolo de raça da equipe compensava a pouca técnica com muita vontade. Deixou o clube em 2011. Atuou em diversas equipes pequenas pelo Brasil e hoje joga pelo Linense, time do interior paulista.

Conca – Maestro da equipe, Conca é tratado com muito carinho pela torcida tricolor. Nome importante em 2009, foi também fundamental no título brasileiro do ano seguinte. Deixou a equipe em 2011 para atuar no futebol chines. Voltou para o Flu em 2014, mas em 2015 retornou para o futebol asiático para atuar no Shanghai SIPG.

Allan – Era tratado como uma joia no tricolor. Em 2010 após boa proposta do RB Salzburg, foi para o futebol austríaco onde teve passagem marcante e é considerado ídolo da torcida. No ano passado foi contratado pela equipe que Felipão comanda na China, o Guangzhou Evergrande.

Fred – É um dos maiores ídolos da história tricolor, onde inclusive é o terceiro maior artilheiro do clube. O atacante deixou a equipe esse ano após atritos com Levir Culpi. Hoje é um dos principais nomes do Atlético Mineiro.

Cuca – É tido como um dos principais nomes daquele feito. O treinador assumiu a equipe afundada em uma crise, mas emendou uma sequência incrível de vitórias e salvou o Fluminense de um dos rebaixamentos mais prováveis da história do Campeonato Brasileiro.

Comments