Veja quem são os 10 treinadores mais bem pagos do Mundo

Guardiola

(FOTO: The Sun)


Por Vinícius Miranda

A evolução tática das equipes, os treinadores ganham uma importância cada vez maior. Seus salários são cada vez mais elevados, ainda que distantes de estrelas como Messi e Cristiano Ronaldo. Naturalmente nas equipes onde os investimentos em jogadores são elevados a cobrança será proporcionalmente grande.  Isso também acontece com os técnicos que recebem um salário polpudo.

Com o sorteio da Champions League e o início de temporada nos principais campeonatos no Velho Continente, nós resolvemos fazer um ranking com os treinadores mais bem pagos do mundo, e encontramos algumas peculiaridades: os 10 técnicos estão em equipes de três ligas diferentes na Europa (Alemanha, Espanha e Inglaterra). Nem todos disputarão competições europeias devido ao mau desempenho na última temporada. Há ainda um caso de um comandante que está na segunda divisão, mas ainda assim segue bem cotado no mercado. Confira a lista:

10 – Rafael Benítez

Rafa Benitez salário

Espanhol ainda está valorizado no mercado. (FOTO: Twitter)

Salário: 4,7 milhões

Equipe: Newcastle
Campeonato: 2ª divisão inglesa

Agora você entende porque Benítez resolveu continuar, mesmo com a equipe disputando a segunda divisão na Inglaterra. Porém, além de reconduzir os “Magpies” de volta à Premier League, o espanhol precisa fazer isso de maneira convincente para honrar seus vencimentos.

9 – Diego Simeone

Salário: 5,16 milhões
Equipe: Atlético de Madri
Campeonato: Liga BBVA

Apesar de Simeone parecer cada vez mais pronto para “dar o salto” na carreira e assumir uma equipe maior, ele segue no comando dos colchoneros, com o 9º maior salário e contrato até 2020. Sua capacidade de entendimento do jogo e habilidade de fazer o time jogar no limite é o grande responsável por colocar o Atleti duas vezes em finais de Champions e conquistar uma liga batendo Real e Barça.

8 – Zinedine Zidane

Zidane salário

Mesmo jovem na profissão, francês já é bem pago. (FOTO: Getty Images)

Salário: 5,28 milhões
Equipe: Real Madri
Campeonato: Liga BBVA

Zidane assumiu a equipe após o comando desastroso de Rafa Benítez. Conseguiu reerguer uma equipe que havia sido goleada por 4×0 pelo Barcelona em pleno Bernabéu. O ápice do time foi a conquista do décimo primeiro título de Champions para os merengues. Para essa temporada, então, recebeu um polpudo aumento, ficando com o oitavo lugar

 

7 – Mauricio Pochettino

Salário: 6,45 milhões
Equipe: Tottenham
Campeonato: Premier League

Sua maior credencial para ficar com o sétimo lugar é o bom campeonato que os Spurs fizeram na última temporada. Junte isso a um elenco sem medalhões e com bons atletas que Pochettino trouxe da base e jovens com grande potencial, como gosta o presidente Daniel Levy. O bom salário também faz jus à mudança desde a sua chegada. O time, que era um tanto quanto apático sob o comando de Harry Redknap, ganhou intensidade e padrão de jogo.

6 – Antonio Conte

Salário: 7,62 milhões
Equipe: Chelsea
Campeonato: Premier League

Conte saiu da seleção italiana em alta. Com um time limitado, eliminou a favorita Espanha nas quartas-de-final. Mostrou uma equipe muito forte na defesa e letal nos poucos ataques. Chegou ao Chelsea esta temporada para reorganizar o time após uma temporada desastrosa. Ganhará menos do que os 10 milhões de euros que Mou levava ano passado. Mas ainda assim, será um grande aumento em relação aos seus vencimentos na Juventus e na Azzurra.

5 – Jurguen Klopp

Klopp salário

O Alemão já ocupa o top 5. (FOTO: Reuters)

 

Salário: 8,21 milhões
Equipe: Liverpool
Campeonato: Premier League

Klopp assinou a renovação do seu contrato até o final da temporada 2022. Foi uma surpresa para todos, já que havia recém chegado na equipe de Melwood. Com tamanha identificação com clube, torcida e jogadores, os donos dos Reds trataram logo de dar a ele um belo aumento, que o colocou no top 5 dos mais bem pagos. Após duas finais de copas, a expectativa é que o inquieto treinador faça a equipe voltar ao patamar de Champions League, apesar da enorme concorrência na Premier League.

4 – Arsene Wenger

Salário: 9,97 milhões
Equipe: Arsenal
Campeonato: Premier League

Wenger é o treinador que está há mais tempo comandando uma mesma equipe no futebol. Completa 20 anos, nesta que pode ser a sua última temporada à frente dos Gunners. E pelos bons serviços prestados(colocou a equipe de Londres na Champions League 18 vezes seguidas) , foi muito bem recompensado pela equipe de Londres, com quase 10 milhões de euros por ano, apesar da falta de paciência da torcida por não ganhar um grande título há algum tempo.

3 – Carlo Ancelotti

Salário: 10,56 milhões
Equipe: Bayern de Munique
Campeonato: Bundesliga

Carlo Ancellotti teve sucesso em todas as equipes que treinou, desde o seu tempo na Itália. No Chelsea e no Real Madri, foi demitido, mas com aquela sensação de que foi uma decisão pra lá de injusta. Não seria nenhuma surpresa se o treinador italiano, famoso pela ótima gestão do elenco mantiver o nível de conquistas no Bayern de Munique. Podemos até dizer que há uma boa chance dos jogadores gostarem mais do seu estilo do que de Guardiola, dada as últimas declarações de Ribery.

1 – José Mourinho

Mourinho salário

Português é o líder ao lado de Guardiola. (FOTO: John Peters)

Salário: 17,6 milhões
Equipe: Manchester United
Campeonato: Premier League

Mourinho fez um péssimo trabalho no Chelsea na temporada em que foi demitido. A equipe chegou até a beirar a zona de rebaixamento. Foi contratado neste ano pelo Manchester United e recebeu um aumento de 50%. Passou a ganhar 15 milhões de libras. Resta saber como será o trabalho de Mou em sua nova equipe, onde nunca escondeu a vontade de trabalhar, de ser “o sucessor de Ferguson”. A principal diferença entre eles, até o momento, é a contratação de grandes estrelas. Só nesta temporada foram Ibrahimovic e Pogba.

 

1 – Pep Guardiola

Salário: 17,6 milhões
Equipe: Manchester City
Campeonato: Premier League

Guardiola dividirá, pela primeira vez, a rivalidade na mesma cidade em que Mourinho. Assim como seu novo vizinho, investiu bastante em reforços, mas apostando em futuras promessas e em jogadores que podem se desenvolver a médio e longo prazo, casos de Gabriel Jesus, Leroy Sané e Marlos Moreno. Ganhando 290 libras por semana, terá o desafio de colocar o Manchester City entre as melhores equipes da Europa, sem esquecer da força dos times ingleses na Premier League.

Comments