Santos se complica em sequência que parecia tranquila

Nos últimos três jogos contra times de baixo da tabela foram derrotas consecutivas

Por Vinícius Miranda

Há 3 rodadas, quando se projetava a sequência do campeonato brasileiro, havia uma certeza: a equipe do Santos era, dos postulantes ao título, a que teria a tabela mais tranquila nas próximas rodadas. A equipe enfrentaria o América-MG, Coritiba e Figueirense. Destes, apenas o último duelo em casa, e já com os atletas olímpicos de volta. Uma ótima oportunidade para comemorar a liderança, certo? Errado. A equipe santista deixou a desejar, principalmente nos jogos fora de casa, e caiu de vice-líder para a quinta posição.

Queda de rendimento recente

Em comparação, nas mesmas três rodadas que o alvinergro praiano (com dois jogos fora), o atual líder Palmeiras fez 7 pontos, vencendo Atlético-Pr e Fluminense fora de casa, além de empatar com a Ponte Preta no Allianz Parque. Em casa, ambos tropeçaram. Mas enquanto o time da capital paulista conseguiu um ponto contra uma equipe que está bem no campeonato, o Santos perdeu três pontos valiosos para o Figueirense, que ocupa a 18ª colocação.

Desempenho ruim fora de casa

Nos dois jogos fora, o time de Dorival Júnior não foi tão bem quanto o esperado A equipe foi derrotada por 1×0 pelo lanterna América-MG e por 2×1 pelo ameaçado Coritiba. E este tem sido o calcanhar de aquiles da equipe no torneio. Enquanto o desempenho na Vila Belmiro é o terceiro melhor, com oito vitórias, um empate e duas derrotas, tendo feito 21 gols e sofrido apenas quatro; longe da Vila a equipe tem apenas a nona melhor campanha, com três vitórias, dois empates e seis derrotas. Desempenho que afasta a equipe do sonho de brigar pelo título.

Perda de Gabigol

O jogador e a equipe santista até que tentaram. Mas a vontade da Inter de Milão prevaleceu e Gabigol irá para o Calcio após os jogos pela seleção brasileira. A grande arrancada dos meninos da vila veio no momento em que ele, junto com Zeca e Thiago Maia serviam a seleção. Porém, é inegável que o talento do jogador fará falta para a equipe. São cinco gols e uma assistência no Brasileirão. E ainda desmonta uma dupla de ataque que dava certo ao lado de Ricardo Oliveira. Seu possível substituto será o colombiano Copete, que também apresentou bons momentos, mas ainda não se firmou na equipe.

Comments