• Home »
  • Destaque »
  • Retrospectiva 2016: “Davi”, Wendell Lira vence Puskas e derruba “Golias”

Retrospectiva 2016: “Davi”, Wendell Lira vence Puskas e derruba “Golias”

 

Por Rafael Campos

Ainda em 2015, pelo campeonato Goiano, um gol ganharia um mundo. A acrobacia terminou em Prêmio Puskas. Pela segunda vez na história, a FIFA premiou o Brasil na categoria, levando o nome de Wendell Lira, até então desconhecido, ao topo.

O tento aconteceu pelo Goianésia, marcado contra o Atlético-GO. O atacante tabelou, se posicionou bem e recebeu a bola pelo alto. O passe veio um pouco atrás, mas Wendell Lira, em um incrível malabarismo, misturou capoeira com a bicicleta do futebol para marcar o gol mais bonito de 2016.

Veja o gol Puskas de Wendell Lira

Indicação inesperada

A vitória do brasileiro não foi fácil.Precisou “derrubar” gigantes do futebol para chegar ao topo. Tevez, Messi, Florenzi e Mexes estavam entre os 10 indicados ao Prêmio Puskas 2016, ao lado de Wendell Lira.

(Divulgação)

(Divulgação)

A partir daí o Brasil mostrou sua força. Dos dez indicados em diante a votação passa a acontecer pela internet. Na rede, Wendell Lira despachou os concorrentes e ao lado do italiano Alessandro Florenzi e o argentino Lionel Messi, conquistou uma vaga na final do Prêmio Puskas. Finalista, foi a Zurique, na Suíça, pela primeira vez, na cerimônia de premiação, ao lado de grandes craques, que ali estavam, na grande noite do futebol mundial.

(Divulgação)

(Divulgação)

Davi x Golias: Wendell Lira ganha o mundo

Alessandro Florenzi marcou um gol do meio campo, contra o Barcelona. Lionel Messi teceu mais uma de sua pinturas e era o favorito a Bola de Ouro. Não seria fácil para Wendell Lira, mas o sonho se tornou realidade para o brasileiro.

Segundo a FIFA, foram cerca de 1,6 milhões de votos. Wendell Lira venceu com 46,7%, superando Messi (33,3%) e Florenzi (7,1%). Em seu discurso, emocionado, citou uma história bíblica de superação e agradeceu o apoio dos brasileiros e da família.

— Quando Golias apareceu, todo mundo dizia que ele era muito forte, e por isso não tinha como ganhar dele. Davi falou: ele é muito grande, então não tem como errar. – Contou Lira.

 

Comments