• Home »
  • Especiais »
  • Retrospectiva 2016: Ballon D’or – O peso da Euro para Cristiano Ronaldo

Retrospectiva 2016: Ballon D’or – O peso da Euro para Cristiano Ronaldo

Por Vinícius Miranda

O melhor ano de sua carreira. Com esta frase, Cristiano Ronaldo definiu a própria temporada de 2016 por Real Madri e seleção portuguesa. Em sua quarta bola de ouro, o craque português foi fundamental nas duas conquistas.

O trajeto do craque até o prêmio

O início de temporada pelo Real Madri foi pra lá de conturbado. Apesar de nove vitórias seguidas nos primeiros jogos, sob o comando de Rafa Benítez, os merengues não empolgavam. Começaram os maus resultados e o treinador espanhol foi demitido antes da metade da temporada. Com todos os bons nomes já trabalhando em equipes a diretoria resolveu apostar no auxiliar técnico e ídolo da equipe, Zinedine Zidane.

Com o francês no comando, a equipe se recuperou no espanhol, fazendo jogo duro até a última rodada pelo título espanhol. O grande momento da equipe foi a virada sobre o Barcelona em pleno Camp Nou, com gol de Ronaldo.

Na Champions Real Madri eliminou Roma, Wolfsburg e Manchester City antes de vencer o Atlético de Madri nos pênaltis. Ronaldo, novamente, foi a estrela da equipe. Cobrou o último pênalti, que garantiu o título da décima primeira Champions merengue e foi o artilheiro máximo da competição, com 16 gols. Um a menos que o recorde, também seu.

Pela Euro, Cristiano não tinha companheiros do nível do seu Real Madri. Até por isso, a seleção lusa sofreu muito no campeonato disputado na França. Muito mesmo. Ficou em terceiro lugar em um grupo que tinha Hungria, Islândia (que viria a se tornar a maior surpresa da Euro) e Áustria. Se classificou com três empates e nenhuma vitória como o terceiro melhor índice técnico do terceiro colocado.

No mata-mata Ronaldo viria brilhar apenas na semi-final. Na partida contra os galeses, marcou o primeiro gol da partida mais tranquila da equipe portuguesa na Euro.

Na esperada final, em mais um duelo contra Griezmann, uma dura entrada no início da partida o tirou da final. Sem seu principal jogador, os portugueses se fecharam. A vitória veio no segundo tempo da prorrogação, com Éder. Mas Cristiano chamou novamente a atenção. Comandou a equipe do lado de fora do campo, orientando e gritando com seus companheiros. Primeiro título de Portugal, para coroar a temporada de Ronaldo.

Eleição Ballon D’or

Esta não foi a melhor temporada de Ronaldo no número de gols e em atuações contra os grandes rivais. Mesmo assim, a condução dos portugueses a um título improvável e a conquista da Champions com o Real foi suficiente para garantir a bola de ouro da France Football a Ronaldo. Principalmente em uma disputa onde o torneio europeu de seleções teve um grande peso. Tanto que dos 30 indicados, tivemos muitos jogadores ganhando ficando nas primeiras colocações pelas atuações na EURO-2016. Ronaldo venceu com 745 pontos, contra 316 de Messi e 198 de Griezmann.

Bola de ouro 2016 - Ronaldo

Foto: Reprodução/France Football)

Os 15 melhores jogadores da temporada 2015-16

1º – Cristiano Ronaldo (Real Madrid/Portugal) – 745 pontos

2º – Messi (Barcelona/Argentina) – 316 pontos

3º – Griezmann (Atlético de Madrid/França) – 198 pontos

4º – Luis Suárez (Barcelona/Uruguai) – 91 pontos

5º –  Neymar (Barcelona/Brasil) – 68 pontos

6º – Gareth Bale (Real Madrid/País de Gales) – 60 pontos

7º – Mahrez (Leicester/Argélia) – 20 pontos

8º – Vardy (Leicester/Inglaterra) – 11 pontos

9º – Buffon (Juventus / Itália) e Pepe (Real Madrid/Portugal)- 8 pontos
Pepe

11º – Aubameyang (Borussia Dortmund/Gabão) – 7 pontos

12º – Rui Patrício (Sporting/Portugal) – 6 pontos

13º – Ibrahimovic (Paris Saint-Germain/Manchester United / Suécia) – 5 pontos

14º – Pogba (Manchester United/França) e Vidal (Bayern de Munique/Chile) – 4 ponto

 

Comments