O que podemos esperar das Paralimpíadas?

Andrew Parsons, presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro, vê como possível uma quinta colocação para o Brasil

Por Felipe Frederico

A abertura das Paralimpíadas acontece nesta quarta-feira, 7, no Maracanã às 18h45, e o otimismo toma conta do Comitê Paralímpico Brasileiro. O ministro do esporte Leonardo Picciani afirmou que espera um sucesso tão grande quanto o das Olimpíadas. Já presidente do CPB, Andrew Parsons, espera uma ótima atuação do “Time Brasil”. Outro ponto positivo é a venda de ingressos, que já passou de 1,5 milhão de bilhetes, e pode chegar até 2 milhões.

A Abertura

Abertura Jogos Paralímpicos Londres

(Foto: Reuters)

A cerimônia de abertura está marcada para esta quarta-feira, e a expectativa é de mais um show. A festa terá o slogan “O coração não conhece limites”, e o samba será um dos destaques. A estrela americana Amy Purdy, que foi medalha de bronze no snowboard nos Jogos de Inverno de Sochi 2014 fará uma apresentação durante o espetáculo. Andrew Parsons afirmou que uma boa abertura poderá impulsionar a venda de ingressos, e ajudar a bater a meta de 2 milhões de bilhetes vendidos.

Um ponto negativo é a ausência de Thomas Bach, presidente do COI, que não estará presente por conta da cerimônia de luto de Walter Schell, ex-presidente da Alemanha Ocidental que morreu aos 97 anos. Essa será a primeira vez que um presidente do COI se ausenta da cerimônia de abertura das Paralimpíadas.

O Brasil nos Jogos

Em Londres 2012, o Brasil ficou na sétima colocação no quadro de medalhas, com 21 de ouro, 14 de prata e 8 de bronze, totalizando 43 medalhas.

O presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro, Andrew Parsons, tem boas expectativas sobre o evento, e diz que é possível que o Time Brasil fique na quinta posição no quadro: “O quinto lugar é factível em 2016. E voos mais altos vão ser factíveis em Tóquio por conta. É claro que é difícil. O salto de Pequim para Londres, pulamos cinco posições, mas adversários que não são tão fortes como são agora. O fato de a Rússia não estar não nos coloca em sexto lugar. As medalhas que ficaram com a Rússia vão ser divididas com os principais adversários do Brasil. Em Londres, a Alemanha teve um significativo de pratas maior que o Brasil. Não é uma matemática tão simples assim. Mas a meta é factível agora, em 2016.” O Brasil terá representantes em todas as 22 modalidades.

Quadro de medalhas Jogos Paralímpicos

Comments