• Home »
  • Destaque »
  • Mercado de transferências: veja o gasto das principais ligas europeias

Mercado de transferências: veja o gasto das principais ligas europeias

gastos nas principais ligas europeias

(Imagem: SkySports)

Por Rodolfo Lamas

Em alguns países o mercado de transferências alcançou recordes na temporada 2016/2017. Na Inglaterra 13 equipes bateram suas maiores marcas em gastos com contratações. Itália e Alemanha investiram bastante, mas a maior parte dos investimentos foram internos, negócios entre clubes do mesmo país. Na Espanha, o Barcelona foi às compras, enquanto o Real Madrid agiu de maneira mais discreta na janela. O ímpeto de La Liga foi bem menor que em anos anteriores. O gasto das principais ligas europeias nesse ano proporcionou alguns detalhes interessantes.

Veja o gasto das principais ligas europeias

gasto das principais ligas europeias

(Arte: Bruno Louzada)

 

inglaterra

Todo mundo sabia que a chegada de José Mourinho e Pep Guardiola na Premier League iria mudar o campeonato, mas o que não era esperado seria tamanha mudança. As equipes comandadas por eles, Manchester United e Manchester City, foram verdadeiras máquinas de contratações nessa janela. Inclusive, os Red Devills proporcionaram a maior transferência da história do futebol. A contratação do francês Pogba custou 105 milhões de euros, (R$ 383 milhões). Já o City também não economizou. Guardiola pagou só no zagueiro Stones, ex-Everton, algo próximo a 55 milhões de euros, (R$ 200 milhões).

E é claro que com o crescimento dos valores de patrocínios, das cotas de TV e dos elevados investimentos dos rivais, outras equipes da liga não poderiam ficar para trás. Times modestos realizaram grandes negócios para continuarem ou se tornarem competitivos.

Ao todo foram 13 equipes que investiram pesado e realizaram as maiores contratações de sua história. Veja a lista:

1 – Pogba: United (€105 milhões)

2 – Sissoko: Tottenham (€35 milhões)

3 – Benteke: Crystal Palace (€31,2 milhões)

4 – Slimani: Laicester (€30 milhões)

5 – Ayew: West Ham (€24,1 milhões)

6 – Boufal: Southampton (€18,7 milhões)

7 – Baston: Swansea (€18 milhões)

8 – Ibe: Bournemouth (€18 milhões)

9 – Ndong: Sunderland (€16 milhões)

10 – Chadli: West Bromwich (€15,2 milhões)

11 – Sucsess: Watford (€15 milhões)

12 – Hendrick: Burnley (€11,8milhões)

13 – Mason: Hull City (€9,4 milhões)

 De um modo geral a Premier League gastou mais, não atoa bateu o recorde da temporada anterior. Nessa janela os clubes investiram 1,165 bilhões de libras (R$ 5 bilhões). Em comparação com o último ano houve um aumento de 100 milhões de libras. Essa foi a segunda oportunidade em que os gastos chegaram na casa de bilhão. 

gasto nas principais ligas europeias

Pogba foi o grande nome dessa janela. (FOTO: SkySports)

Fazendo os cálculos em euros, de acordo com o site Transfermarkt, mostra que o déficit do campeonato é expressivo. A liga investiu €1.416 bilhão. Por outro lado, as vendas de jogadores renderam €580milhões, deixando o saldo negativo em €836 milhões. Em média cada clube gastou algo em torno de €70 milhões.

italia

Buscando retomar o brilho de anos anteriores, algumas equipes italianas investiram pesado na contratação de jogadores. Mas um detalhe interessante marcou a janela na Terra da Bota. O fluxo entre transferências internas foi elevado. Alguns exemplos são Higuaín, que deixou o Napoli por €90 milhões e foi para a Juventus, Pjanic ex-Roma que também foi para a equipe de Turim por €32 milhões e Candreva, jogador que saiu da Lazio e foi para a Inter de Milão por €22 milhões.

gasto nas principais ligas europeias

Velha Senhora foi nos rivais buscar seus reforços.(FOTO: SkySports)

Mesmo com a soberania de temporadas anteriores a Juventus não mediu esforços para continuar dessa mesma maneira. A equipe perdeu sua grande estrela, o francês Pogba, mas foi ao mercado e investiu pesado. Foram aproximadamente €155 milhões gastos em novos jogadores.

Sem disputar a Liga dos Campeões desde a temporada 2011/2012, a Inter de Milão voltou com força no mercado nesse ano. Vendida ao grupo chinês Suning o time investiu cerca de €114 milhões em contratações. Destaque para João Mário que veio do Sporting Lisboa por €40 milhões e o brasileiro Gabigol, contratado por €27,5 milhões junto ao Santos.

Ao todo as equipes italianas que vão disputar o Calcio investiram €711 milhões, lucraram €678 milhões, resultando em um déficit de €33 milhões. Em média cada time na Bota gastou €35 milhões.

Alemanha - Bundesliga

A cada ano que passa as equipes da Bundesliga buscam se aproximar do Bayern de Munique. O time da Baviera conquistou nas últimas temporadas uma soberania absoluta em território nacional. Para melhorar, tirou do Dortmund o zagueiro Humels, grande destaque dos auri-negros em campeonatos anteriores.

Para tentar amenizar o abismo atual, algumas equipes realizaram investimentos elevados. O Borussia Dortmund, maior rival do Bayern nos últimos anos, foi quem mais contratou. O time gastou €110 milhões em reforços. O retorno de Götze, após passagem apagada pelos bávaros e Schürle, vindo do Wolfsburg, são os destaques.

gasto das principais ligas europeias

O Borussia foi outro que se reforçou com jogadores de clubes rivais. (FOTO: Getty Images)

Ao todo 11 equipes quebraram seus recordes de investimentos em um único jogador e esse número pode ainda chegar a 12 times. Veja a lista:

1 – Schürrle: Borussia Dortmund  (€30 milhões)

2 – Embolo: Schalke 04  (€22,5 milhões)

3 – Volland: Bayer Leverkusen  (€20 milhões)

4 – Kramer: Borussia Mönchengladbach  (€15 milhões)

5 – Keïta/Burke: RB Leipzig (€15 milhões)

6 – Kostić: Hamburgo €14 milhões)

7 – Kramarić: Hoffenheim (€10 milhões)

8 – Córdoba: Mainz 05  (€6,5 milhões)

9 – Schmid: Augsburg (€5,3 milhões)

10 – Tisserand: Ingolstadt (€3 milhões)

11 – Bezjak: Darmstadt (€3 milhões)

*Vale lembrar que o Bayern de Munique pagou €35 milhões por Renato Sanches, caso o jogador e o clube atinjam alguns objetivos estipulados em contrato, ele pode se tornar o reforço mais caro da história da equipe da Baviera.

Somados, os gastos dos clubes na Alemanha foram €558 milhões. Sendo que os times venderam um total de €467 milhões. Déficit total de €91 milhões.

espanha

Em La Liga as coisas foram diferentes esse ano, ao menos para o todo poderoso, e sempre gastão, Real Madrid. Se em janelas anteriores o clube abria os cofres e partia para o ataque quando o assunto eram as contratações, agora o time merengue anunciou apenas um nome. O atacante Morata foi readquirido por €30 milhões junto a Juventus.

gasto das principais ligas europeias

O atacante foi a única contratação merengue para a temporada.(FOTO: MARCA)

Já o Barcelona, mesmo com um elenco bastante qualificado, decidiu melhorar ainda mais o que já era bom. Ao todo os blaugranas investiram cerca de €123 milhões e foram os que mais gastaram nessa janela.

Equipes como Atlético de Madrid e Sevilla ajudaram bastante no avanço do número de investimentos na Liga Espanhola. O time de Diego Simeone desembolsou cerca de €81 milhões, enquanto Sampaoli gastou por volta de €61 milhões em reforços.

O gasto total promovido pelas equipes espanholas foi de €490 milhões, em contra partida venderam €449 milhões, gerando um déficit de €41 milhões. Em média cada time do Campeonato Espanhol gastou €24 milhões.

*Os dados sobre o gasto das principais ligas europeias foram retirados do site Transfermarkt, especializado em mercado de transferências. 

 

Veja Mais

Comments