Expectativa do Tottenham na Liga dos Campeões virou frustração

Decepção do Tottenham na Liga dos Campeões (Getty Images)

Decepção do Tottenham na Liga dos Campeões (Getty Images)

Por Lucas Almeida

O Totteham voltou a disputar a Liga dos Campeões após cinco anos. O sentimento do torcedor e a expectativa de todos era que o time pudesse repetir a boa campanha de 2010/2011. Naquela temporada o clube se classificou em primeiro do seu grupo, à frente da Inter de Milão comandada por Sneijder e eliminou o Milan de Ronaldinho e Ibrahimovic nas oitavas de final. Veio a ser eliminado nas quartas para o Real Madrid de Cristiano Ronaldo e Kaká.

Expectativa

Além do tempo sem disputar a competição, outros fatores evidenciaram a  expectativa em torno do que o time do Tottenham, na competição continental. Entre eles, a boa campanha no último Campeonato Inglês, chegando a brigar pela liderança em grande parte do campeonato. Para essa temporada, a manutenção do elenco e contratações de alguns jogadores para reforçar pontualmente o elenco, como o meia francês Sissoko.

Outro fator que animou os torcedores foi o sorteio dos grupos da UCL, que foi visto com muito bons olhos pela a equipe inglesa. As bolinhas colocaram como adversários do time inglês o Bayer Leverkusen (ALE), Monaco (FRA) e CSKA Moscou (RUS). Um grupo equilibrado mas longe dos grandes times da Europa e com chances boas de classificação, até sem muitos problemas, para a equipe de Londres. Porém o que se viu não foi, nem de perto, semelhante ao futebol apresentado por aquela equipe de 10/11, orquestrada por Van der Vart.

Campanha

Após cinco jogos da primeira fase, o Tottenham soma apenas quatro pontos, não tem mais chances de avançar à fase mata-mata e vai jogar a última rodada apenas por uma vaga na Liga Europa. Mesmo que vença a última partida, os Spurs chegarão aos mesmos 7 pontos do Bayer Leverkusen e a equipe alemã leva vantagem no confronto direto, primeiro critério de desempate. Foram três derrotas, um empate e apenas uma vitória – contra o CSKA, lanterna do grupo. Uma campanha vexatória, que nem mesmo o mais pessimista torcedor do Tottenham poderia imaginar.

Comments