Destaque do Corinthians, Rodriguinho mudou a atitude e se tornou líder

Destaque do Corinthians, Rodriguinho vem se destacando (Foto: Divulgação/Ag. Corinthians)

Destaque do Corinthians, Rodriguinho vem se destacando (Foto: Divulgação/Ag. Corinthians)

Por Rafael Campos

Poucos imaginavam que Rodriguinho se tornaria um jogador tão importante para o Corinthians. Diante a má fase da equipe alvinegra, meia deixou pra trás a desconfiança da torcida e se transformou em uma das referências do Timão, vivendo seu melhor momento, desde que chegou ao clube, em 2013.

As boas partidas pelo América-MG fizeram com que o Corinthians ficasse de olho em Rodriguinho. Desejado por times como Flamengo, Internacional, Santos e Atlético-MG, o atleta foi contratado junto à equipe alvinegra de Parque São Jorge, para ajudar na reta final do Campeonato Brasileiro 2013.

O meia pouco apareceu e logo foi emprestado para o Grêmio. O desempenho foi melhor, mas não o suficiente para se firmar no time gaúcho. Antes do fim de seu vínculo, foi parar no Al-Sharjah, dos Emirados Arábes Unidos, em novo empréstimo.

Retorno ao Corinthians

A pedido de Tite, treinador que o contratou dois anos antes, Rodriguinho teve sua volta ao Parque São Jorge definida em junho de 2015. Com Jadson e Renato Augusto se destacando e garantidos como titular, o meia chegava para compor o elenco corintiano na busca pelo titulo brasileiro.

A primeira impressão é a que fica e Rodriguinho não deixou as melhores. Os torcedores não esperavam muito do atleta, faltava confiança em seu futebol. Foi a vez do meia surpreender, em nova função, atuando como volante, foi a peça escolhida, por Tite, para substituir Elias, quando desfalcava a equipe, e não decepcionou. Na sua principal função, também rendeu ao atuar na vaga de Renato Augusto. O jogador teve sua importância na campanha do hexacampeonato, ficando marcado no gol feito contra a Ponte Preta, que definiu o empate por 2 a 2, no fim da partida.

Protagonismo em 2016

As saídas de Jadson e Renato Augusto deixaram saudade para os corintianos. Para Rodriguinho era uma oportunidade de se firmar como titular da equipe. A chegada de Guilherme dificultou o processo e o meio começou a temporada mais utilizado como reserva imediato de Elias, de volante.

Tanto como volante, como na articulação das jogadas, o jogador não conseguia se firmar, chegando a ser vaiado pelos torcedores. Rodriguinho foi testado algumas vezes como titular, mas perdeu a posição. A queda técnica da equipe destacou a presença do meia em campo, deixando, definitivamente, de atuar como volante e assumindo papel importante para o time.

Rodriguinho passou a aparecer mais na área adversária, marcando gols. Tem sido menos cobrado para buscar a bola no campo de defesa, jogando com mais liberdade e se movimentando mais a frente. Outra mudança importante nas atuações do atleta foi em seu comportamento. Agora chamando mais a responsabilidade, capitão algumas vezes, se tornou uma referência do time tem sido menos cobrado pela torcida.

Comments