• Home »
  • Vasco »
  • Contra o Bahia, Vasco busca quebrar série de mais de um mês sem vencer

Contra o Bahia, Vasco busca quebrar série de mais de um mês sem vencer

Após derrota para o Vila Nova equipe cruzmaltina completou cinco jogos sem triunfo

Por Felipe Frederico

Neste sábado o Vasco vai à Fonte Nova para enfrentar o Bahia em jogo válido pela 23ª rodada da série B – o jogo acontece às 16h30. Na última partida, o cruzmaltino perdeu para o Vila Nova por 2 a 1 jogando em São Januário. Mesmo com a derrota, o time carioca permaneceu na liderança da Série B com 41 pontos, e contou com a ajuda de Atlético-GO e Ceará para ficar três pontos na frente do segundo colocado. Já são cinco jogos sem vencer, quatro deles pelo Brasileirão e um pela Copa do Brasil. A última vez que o Vasco saiu de campo com uma vitória foi há pouco mais de um mês.

Última vitória

No dia 30 de julho, o Vasco recebeu o Criciúma em São Januário, pela 18ª rodada da Série B. O time da casa não jogou bem, mas contou com a sorte. Aos 28 minutos do primeiro tempo, Éderson recebeu bom passe de Madson e abriu o placar para o Vasco. O gol surtiu um efeito negativo, o Criciúma cresceu no jogo, e no finalzinho da primeira etapa Roberto apareceu pela ponta direita e deu bom passe para Diego Giaretta empatar o jogo, 1×1.

jejum Vasco

Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

A segunda etapa começou com superioridade do tigre, que parou no travessão e em Martín Silva. O Vasco sofreu pressão durante 15 minutos, mas soube aproveitar uma bobeada da zaga do Criciúma – Thalles fez o segundo para o time da casa, garantindo a vitória e o troféu simbólico de campeão do primeiro turno para o Vasco.
A sequência sem vitórias

O número não é alarmante, mas surpreende pelo fato de o Vasco estar jogando a Série B do Campeonato Brasileiro. Após a vitória contra o Criciúma, o adversário foi o Ceará, concorrente direto na briga pelo acesso. A partida aconteceu no Castelão, e o placar terminou inalterado – 0 a 0.

Volta das Olimpíadas

O Vasco voltou da pausa para as olimpíadas jogando em Cariacica contra um adversário relativamente tranquilo, o lanterna da competição, Sampaio Correa. Esse talvez tenha sido o resultado mais surpreendente, um empate por 1 a 1. No meio de semana, o duelo era mais difícil – o Santos pelas oitavas de final da Copa do Brasil na Vila Belmiro. O resultado poderia ser pior, o peixe abriu 3 a 0, mas no finalzinho do jogo, Éder Luis diminuiu a vantagem – 3 a 1. Três dias depois, empatou com o Tupi em Juiz de Fora por 2 a 2, e na última terça-feira, perdeu para o Vila Nova por 2 a 1.

O que aconteceu?

Em uma competição com 38 rodadas, é normal que o time oscile e o rendimento caia. No início do ano, o Vasco conseguiu uma impressionante sequência de 34 jogos de invencibilidade – foram mais de sete meses sem derrotas, exatos 223 dias, até perder para o Atlético-GO. Uma hora o rendimento ia cair, e caiu.

A parada para as Olimpíadas claramente não fez bem ao Vasco. O time voltou com um preparo físico abaixo do esperado, e isso fez com que o principal jogador do elenco – Nenê – fosse poupado. Outra coisa que contribui é a preferência do Vasco pela Copa do Brasil. A diretoria e o técnico Jorginho deixaram claro que a Série B não é a prioridade, e por isso, tirou Nenê dos últimos dois jogos. Eles alegaram que o jogador não está 100% fisicamente, e que tem um projeto para o jogo de volta contra o Santos pela Copa do Brasil que acontece no dia 21 de setembro.

Próximo jogo

O próximo adversário é o Bahia, e para o jogo, o Vasco tem quatro voltas importantes. Andrezinho retorna de suspensão após receber o terceiro cartão amarelo no jogo contra o Tupi e ficar de fora da última partida. Jorge Henrique está recuperado de um problema na panturrilha, além dele, Marcelo Mattos – que não entra em campo desde o dia 20 de julho. Assim como Nenê, treinou normalmente e ambos devem ficar à disposição de Jorginho para o duelo contra o Bahia.

O time da casa busca aproveitar o momento ruim do Vasco para subir na tabela. O Bahia é o sétimo colocado da Série B, com 32 pontos – cinco atrás do quarto colocado Ceará. A equipe comandada por Guto Ferreira terá o apoio de sua torcida na Fonte Nova, e a promessa é de casa cheia – 17mil ingressos já foram vendidos.

Comments