• Home »
  • Botafogo »
  • Cariocas estão invictos nas suas novas casas neste brasileiro – veja números

Cariocas estão invictos nas suas novas casas neste brasileiro – veja números

Sem Maracanã e Nilton Santos, trio encontrou saída e melhorou desempenho como mandante

Por Bruno Louzada

Os grandes do Rio, com exceção do Vasco, já sabiam há muito tempo que enfrentariam um adversário a mais em 2016: as ausências de Maracanã e Engenhão. Mas soluções paliativas, tomadas de última hora, acabaram funcionando. O trio que representa o Rio na Série A está invicto nas novas casas que arrumaram para o Campeonato Brasileiro.
Após uma sequência ruim em Brasília, o Flamengo resolveu apostar no estádio Kléber Andrade, em Cariacica. E poucos esperavam que o resultado fosse tão bom. Nos cinco jogos que mandou no Espírito Santo neste Brasileirão, o rubro-negro tem 100% de aproveitamento. Se levada em conta toda a campanha como mandante do clube, este índice cai para 72%, o 7º melhor da competição.

14330043_1148299698591135_93099672344438532_n
O Fluminense vive situação semelhante. Sem poder atuar no Maracanã, o clube atuou em Volta Redonda, Brasília e Cariacica, até conseguir deixar o Giulite Coutinho em condições. O campo do América precisava de pequenos ajustes para receber um jogo de Série A. Desde que começou a mandar as partidas em Edson Passos, o rendimento subiu. Em quatro jogos, quatro triunfos – 100% de aproveitamento. No geral, o tricolor tem apenas a 10ª campanha como mandante no campeonato.

14330111_1148299855257786_8539062542334433901_n
Para o Botafogo, a mudança temporária para a Ilha do Governador também tem sido proveitosa. O clube está invicto na remodelada Arena, com três vitórias em quatro jogos. No total, o time é o 9º melhor mandante, com 66% dos pontos conquistados. Na Arena Botafogo, o número aumenta para 75%.

14358914_1148299555257816_5720773866046540175_n

Caso semelhante

Cruzeiro e Atlético viveram caso parecido em Minas, em 2011. O resultado, porém, foi bem diferente. Sem o Mineirão, fechado para obras visando a Copa do Mundo, a dupla de Belo Horizonte passou a jogar a maioria das partidas em Sete Lagoas, na Arena do Jacaré – Ipatinga e Uberlândia também receberam os times. Naquele ano, os times terminaram o campeonato brasileiro em 15º e 16º lugares. E o Cruzeiro só não foi rebaixado porque venceu o clássico na última rodada, o histórico 6 a 1 contra o Galo.

No ano anterior, ainda no Mineirão, o Cruzeiro ficou com o vice-campeonato. E, em 2012, já no Independência, foi o Atlético quem ocupou a segunda posição no Brasileirão. Mudanças significativas no rendimento.

 

Veja mais:

Comments